Essa dica é essencial para quem planta em sementeiras ou quando recém comprou uma plantinha que não se sabe bem as condições do ambiente em que ela estava. Ela precisa ser aclimatada, ou seja, adaptada ao novo clima e ambiente, especialmente se estiver em época de frio ou calor intenso.

A sua mudinha antes estava em um ambiente estável e protegido e ao levá-la para a rua ficará sujeita a ventos e oscilações de temperatura típicas da vida mutável ao ar livre. Muitas plantas podem só sofrer um pouquinho nos primeiros dias e logo se recuperar, mas muitas outras podem sofrer o bastante a ponto de morrer completamente.

Meu erro

No meu atual caso, já quase perdi uma planta por ser afobada demais. Estou morando no Canadá e estamos na primavera. Depois de dias ensolarados, beirando os 15 graus, pensei: já vou enfeitar a varanda e coloquei meu vasinho de planta tropical ali. Durou 2 dias. As madrugadas frias quase aniquilaram a coitada, que esbranquiçou e murchou. Coloquei novamente dentro de casa (que se mantém a uns 24 graus Celsius), e agora está em tratamento especial. Meu erro foi duplo: coloquei repentinamente a planta pra rua cedo demais.

O que é aclimatação?

É o processo no qual a planta (na realidade qualquer organismo, mas estamos falando de plantas) se ajusta a uma mudança em seu ambiente, como mudança de altitude, temperatura, exposição solar, pH, umidade), permitindo que ela continue a se desenvolver bem dentro dessas mudanças ambientais.

Ocorrem processos bioquímicos na planta com a adaptação, como a mudança das membranas celulares, em que a estrutura das folhas pode ser alterada e pode aumentar ou diminuir a cerosidade das folhas, facilitando o sucesso de sua nova vida.

No Brasil o problema mais comum que precisamos contornar com a adaptação das plantas costuma ser o sol forte. O frio da região sul ou as temporadas excessivamente úmidas também poderiam ser consideradas, mas normalmente essas são mais “visíveis” que tendemos a superar.

Como fazer a adaptação das plantas?

O processo para a adequação pode levar em torno de 2 semanas, mas é muito simples e quase intuitivo. Isso depende do tipo de planta e do quanto ela já estava acostumada a ambiente semelhante ao que ela será movida. Considerando o clima do Brasil, o problema maior é suportar o sol intenso. O ideal é aumentar gradativamente a exposição da planta ao sol diariamente ainda no seu recipiente atual ou, ao transplantar para o chão, criar um sistema de sombra para aquela planta na maior parte do dia e ir removendo por algumas horas gradualmente dia após dia.

Transplante de uma plantaO próprio transplante já pode ser um pouco sofrido para a planta, então, se for transplantar para outro vaso, faça no mesmo local original, aguarde pelo menos uma semana para a planta acostumar ao seu novo lar e daí siga com a adaptação no local desejado.