Analisando 5 tipos de manjericão (e dicas rápidas de como plantar)

Você sabia que há entre 50 a 150 espécies diferentes de manjericão? Nem todas são comestíveis, mas algumas dezenas disso tudo são muito apreciadas na culinária.

Eu só tenho 5 diferentes tipos de manjericão plantados na minha horta (e mais 3 tipos aguardando que suas sementinhas sejam plantadas). Veja a minha análise (simples e pessoal) do manjericão comum, do miúdo, de um tailandês, do roxo e do italiano!

Fonte: arquivo pessoal

Manjericão miúdo

1 – Manjericão Miúdo (creio que também seja chamado de Manjericão Francês). Tem folhas bem pequenas e delicadas flores brancas. Um sabor suave e delicioso. Eu fiquei com a língua levemente dormente depois de comer algumas folhinhas cruas.

2- Manjericão Comum ou Manjericão alfavaca. É um dos tipos mais fáceis de encontrar aqui no Brasil. A folha tem uma espessura fina e o sabor é de média intensidade. Igualmente delicioso. Este e o italiano são os mais conhecidos para fazer um bom molho pesto.

Manjericão tailandês

Manjericão tailandês

3 –Manjericão Thai Sweet. De origem tailandesa, esse manjericão é intenso, com característico sabor e odor de anis. Refrescante, folhas mais carnudas que o manjericão comum. Floresce relativamente cedo, lindas flores roxas com branco. Comprei as sementes no Rare Seeds e todas germinaram super bem no RS.

4- Manjericão roxo. Suave e com fraco aroma. Ótimo para usar na decoração de pratos, já que a tonalidade arroxeada dá uma graça extra.

5- Manjericão italiano. Odor intenso, folhas de espessuras mais grossa que o comum e curvadas. Levemente amargo quando cru e com leve sabor de cravo.


Bom, essa é minha análise superficial e os considerando somente quando crus. E estou ansiosa para plantar as outras variedades de sementes que tenho aqui: um outro tailandês, um com sabor de limão e o outro chamado manjericão toscano.

Dicas rápidas de como plantar Manjericão

Todos os tipos de manjericão requerem um clima moderado a quente para ser produtivo. Acima de 18°C é o ideal. Eu sempre planto os meus primeiro em sementeira e transplanto quando atinge uma altura de uns 10 cm a 15cm.  Sol é essencial, pelo menos algumas horas por dia e o restante do dia com uma boa luminosidade. As flores são comestíveis (mas é bom tirá-las do talo para ficarem mais saborosas). Pode-se fazer mudas por estaquia, cortando um ramo de uns 15 cm de uma planta saudável, removendo as folhas da base e deixando em água por alguns dias para enraizar.

Dizem que tomates se beneficiam quando são plantados próximos a manjericões. Outras plantas companheiras para o manjericão são o orégano e pimentas ou pimentões.

E você, também é apaixonado por manjericão e fica doido para ter dezenas de variedades em casa? Eu sim, mas preciso me conter, porque haja terreno…

28 Comentários

  1. Oi querida, tudo?
    Estou adorando tua horta, as dicas são ótimas, até sinto o perfume dos manjericos <3
    Se não for pedir demais, adoraria conhecer tua hortinha ou quem sabe conseguir umas mudinhas, pois sou apaixonada. Moro em apartamento e nem por isso dispenso meus vasos com tomateiros na janela da cozinha.
    No parcão de NH eles tem um viveiro de mudas atrás da sede… e quem sabe em um veganic promovermos o um brechó de sementes e mudas.

    • Rosana Kunst

      15 de setembro de 2015 at 18:58

      Oi Jo! Que bom que está gostando! Fico muito feliz! Assim que a chuva passar (que deve começar hoje) vamos combinar de tu me visitar!
      E adorei a ideia do veganic. Ainda não conheço o viveiro e até hoje me enrolo e não fui nos veganics. Quero muito ir no próximo. Já tem uma data para um próximo? Sou super a favor de juntarmos comilanças com trocas/doações de mudas e sementes. Em outras cidades já fazem algo semelhante e dá super certo! Beijão e obrigada por comentar!

    • Oi queria saber se posso plantar dois tipos no mesmo vaso?

  2. Oi Tudo bem? Obrigada pelas dicas, adorei. Seu site é muito bom… Queria tirar uma dúvida com vc.. tenho um pé de manjericão de 3 anos… de um ano pra cá ele está ficando esmirradinho, não fica mais cheio.. sempre adubo com torta de mamona e casca de cenoura, batata, banana e ovos. Além disso ele pega o sol da manhã. Porém a cidade em que vivo é temperatura amena… não é tão quente.. será que é por causa disso?

    • Dica que recebi de uma senhora italiana é sempre arrancar as flores com as folhinhas mais imediatas. Segundo ela, ajuda a dar mais força para a planta seguir crescendo.

    • Rosana Kunst

      29 de março de 2016 at 13:51

      Oi Alesandra! O manjericão é uma planta perene, ou seja, em boas condições ele vive por mais de dois anos. O que pode ter acontecido é que o ciclo de vida dele esteja chegando ao fim. Talvez fazendo uma poda radical ele rebrote e tome força novamente por mais alguns meses ou seja bom não cortar as flores para gerar sementes e a partir dessas sementes gerar novas mudas, morrendo o pé antigo.
      Com certeza o sol e a temperatura influenciam. Eu moro no RS e meus pés durante o inverno ficam meio fracos e na primavera começam a ficar fortes novamente. E vejo nitidamente a diferença em relação ao sol. Uma área onde não pega muito sol o pé também está bem fraquinho e num outro local que pega o sol de toda a manhã está robusto até demais!

      • Muito obrigada por responder!! Ele deve tá acabando o ciclo mesmo… mas tenho dó de jogar ele fora.. ficarei com ele até o fim! rsrs… Paz e bem. ;)

  3. Olá! Plantei sementes de manjericao roxo e manjeirona na varanda do apartamento, pega umas horas de sol e mantenho o solo úmido. Mas chegou uma hora que as pequenas plantinhas não desenvolveram mais, mas também não morreram. O que pode ter acontecido???

    Obrigada desde já!!!

    • Rosana Kunst

      29 de março de 2016 at 15:19

      Oi Marina! Conte mais sobre suas plantas. Cada uma está em um vaso próprio? De qual tamanho? A quanto tempo você tem elas? Algumas plantas desenvolvem pouco só por estarem com pouca terra/espaço… mas realmente podem ser outros fatores, como falta de nutrientes ou os dois pontos que você comentou, como sol e água. Abraços.

  4. Alguma dica para acabar com pulgões? Já é o quarto pé de manjericão que planto que está sendo atacado por essa praga…

    • Rosana Kunst

      29 de março de 2016 at 13:34

      Olá Aris! Existem várias formas de controlar os pulgões. As que acho mais simples e eficientes são as seguintes: a aplicação eventual de oleo de neem ou de uma calda adesiva (que se faz com água e sabão neutro). Pouca quantidade de sabão neutro diluído em água, coloco em um frasco de spray e aplico. Se não está muito infestado, também esmago os malditinhos com os dedos. Deixo essa “sujeira” deles esmagados na própria planta que acredito que funcione como repelente a outros pulgões. Mas como comentei, existem outras formas orgânica caseiras. Só evite aplicar fumo, que traz alguns malefícios. Espero ter ajudado! Abraços.

  5. Solange Cavalcante

    24 de março de 2016 at 09:31

    O pesto não é um molho, é um tempero.

    • Rosana Kunst

      24 de março de 2016 at 10:06

      Olá Solange, obrigada pelo comentário. Pode me ajudar a entender por que não seria molho? Não poderia ser considerado ambos, molho e tempero? Abraços.

  6. Vou cultivar porque eu adoro manjericão.gostari de adiquirir outras mudas.

    • Rosana Kunst

      29 de março de 2016 at 15:16

      Oi Rozane! Vale a pena mesmo! É bem fácil de encontrar outras variedades em floriculturas ou então comprar ou trocar sementes pela internet! Abraços!

  7. Considero pesto um molho quando misturado com comida quente e ele se dissolve, dando a mesma consistência que um molho. Se você fizer pesto mais seco, vai ter um recheio para canapés, então pode ser considerado como um recheio. Tempero é um termo muito genérico.

    Mas o que eu gostaria de saber mesmo… onde você encontrou semente do manjericão italiano? É o meu favorito!

  8. tenho três e quero ter o Italiano que conheço como Balsâncio! estamos na semana santa e em Diamantina, minha cidade é o cheiro que fica no ar!! é muito bom

  9. Olá! Comecei uma horta em casa a pouco, em vasos, mas ainda sou um pouco leiga no assunto, me inscrevi para receber suas dicas! Adorei esse post, comprei hoje no Bourbon um vaso de Manjericão Alfavaca, ali dizia ervas aromáticas, minha dúvida era se ele realmente seria comestível. Pelo que entendi nessa postagem, posso utilizar este tipo de manjericão na culinária?
    Beijos e sucesso!

  10. moro no amapa adoro manjiricão muito linda a tua orta

  11. Patrícia Vasconcelos

    10 de junho de 2016 at 13:22

    Olá! Eu realmente preciso muito de alguma dica para plantar manjericão no Tocantins. Tem três anos, sim, três anos, que eu tento insistentemente! E eles sempre morrem! Vão murchando e ressecando! me ajuda! Aqui faz em média 32 graus o ano todo, e em algumas época bate 40 graus.

  12. Ana celia Lisboa soares

    19 de junho de 2016 at 15:49

    Tenho manjericão da Toscana o comum e o roxo gostaria de comprar as outras espécies que não tenho , como faço pra compra? Obrigada

  13. Olá. Tava vendo os tipos de Alfavaca tenho uma dúvida. Tenho um pé aqui no meu quintal ele tem dois metros de altura e a folha dele chega a 15cm a 20cm. Você saberia q espécie e este. Se quiser mando foto.

  14. Comecei minha horta agora so tenho manjericão e tomate miúdo, quero saber que mais posso plantar e como fazer em casa, pois tenho pouco espaço.

  15. Ótimas dicas, obrigado. Moro na Bahia e goataria de saber se o manjericão q temos aqui é o Thai, por que tem muito gosto similar a erva doce, anis.

  16. Olá, tenho manjericão comum mas acho que deixei ele crescer demais e o galho está bem lenhoso. Ele começou a ficar muito amarelado e está infestado de colchonilhas. Não sei o que fazer. Outra coisa, já tenho ele a muitos meses e ele nunca deu flores, o que pode estar havendo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*